sexta-feira, 11 de abril de 2008

Termos de Definições de Segurança do Trabalho

Veremos agora alguns termos e definições conhecidas em nosso dia a dia de trabalho tais como: “ato inseguro, condição insegura, SSO, SST, acidente do trabalho, incidente, PPRA, PCMSO etc.”.

Ato inseguro: praticado pelo homem, em geral consciente do que está fazendo, que está contra as normas de segurança. Ex. Ligar tomadas de aparelhos elétricos com mãos molhadas, não prender o cinto de segurança quando em trabalho em altura, não usar os EPI...

Condição insegura: É a condição do ambiente de trabalho que oferece perigo e ou risco ao trabalhador. Ex. Instalação elétrica com fios desencapados, falta de guarda corpo em uma plataforma, falta de proteção em partes móveis dos equipamentos rotativos...

SSO: Segurança e Saúde Ocupacional

SST: Segurança e Saúdo no Trabalho

SESMT: Segurança Saúde e Medicina do Trabalho

CIPA: Comissão Interna de Prevenção de Acidentes

SIPAT: Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho

Acidente do Trabalho: é aquele que acontece no exercício do trabalho a serviço da empresa, provocando lesão corporal ou perturbação funcional podendo causar morte, perda ou redução permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho.

Incidente: Evento que deu origem a um acidente ou que tinha potencial de levar a um acidente.

PPRA: Programa de Prevenção de Riscos Ambientais

PCMSO: Programa de Controle de Medicina e Saúde Ocupacional

Brigada de incêndio 2

Hoje falaremos sobre agentes extintores, aparelhos extintores e para que servem este aparelhos.

AGENTES EXTINTORES

É tudo aquilo que se usa para combater um incêndio, os mais comuns são:

Água
Pó Químico Seco
Gás Carbônico

Ainda podemos contar com os agentes extintores improvisados, tais como, terra, areia, cobertor, tampa de panela e etc.

APARELHOS EXTINTORES


São vasilhames fabricados com dispositivos que possibilitam a aplicação do agente extintor no fogo. Normalmente, recebem o nome do agente extintor que transportam, como por exemplo, Aparelho Extintor de Pó Químico Seco ( PQS ).

São utilizados para o combate à princípios de incêndios por conterem uma quantidade reduzida de agente extintor, o que facilita seu transporte ( Extintores Portáteis ).
Os mais comuns são:
Aparelho Extintor de Água Pressurizada ( AP ), utilizado para combater princípios de incêndios da Classe A;

Aparelho Extintor de Pó Químico Seco (PQS ), utilizado para combater princípios de incêndios das Classes B e C;

Aparelho Extintor de Gás Carbônico ( Co2), utilizado para combater princípios de incêndios das Classes B e C.

Aparelhos Extintores Sobre Rodas ( Carretas ), são aparelhos de grande volume de agente extintor, e devido a esse fator são montados sobre rodas para facilitar o transporte. Possuem os mesmos agentes extintores que os portáteis.

Brigada de incêndio 1

A partir desta postagem vamos publicar passo a passo o que um brigadista deve conhecer. Para iniciar vamos ver os métodos de extinção de um incêndio.

RESFRIAMENTO → consiste em roubar calor do material incendiado, é o método mais usado, para isso podemos usar água.

ABAFAMENTO → consiste em roubar o oxigênio do local do incêndio, para isso podemos usar gás carbônico, vapor de água e etc.

RETIRADA DO COMBUSTÍVEL → consiste na retirada do material combustível que está queimando ou do material que ainda não está queimando e poderá servir de campo de propagação do fogo, para isso podemos utilizar os meios de aceiros, fechamento de válvulas ou registros e etc.

EXTINÇÃO QUÍMICA → é o método que bloqueia a reação em cadeia, não permitindo a manutenção do calor.

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Guarda-corpo

Vamos falar um pouco sobre construção de guarda corpo.
De acordo com a NR 8 os guarda-corpos devem ser construído da seguinte forma:


Os andares acima do solo, tais como terraços, balcões, compartimentos para garagens e outros que não forem vedados por paredes externas, devem dispor de guarda-corpo de proteção contra quedas, de acordo com os seguintes requisitos:


a) ter altura de 0,90m (noventa centímetros), no mínimo, a contar do nível do pavimento;


b) quando for vazado, os vãos do guarda-corpo devem ter, pelo menos, uma das dimensões igual ou inferior a 0,12m (doze centímetros);


c) ser de material rígido e capaz de resistir ao esforço horizontal de 80kgf/m2 (oitenta quilogramas-força por metro quadrado) aplicado no seu ponto mais desfavorável.


Veja abaixo um exemplo de guarda-corpo.


É importante quando for iniciar a obra de montagem fazer os guarda-corpo nas dimensões corretas para depois não ter retrabalho.

Fonte: NR 8

EPI’s necessários para trabalho com ácido sulfúrico

O ácido sulfúrico é um produto químico muito utilizado, nas indústrias de fertilizantes, de couro etc. Por ele ser muito corrosivo é muito perigoso para as pessoas. Quando em contato com corpo ele reage violentamente com a água nele contida e libera calor provocando assim severas queimaduras.

Vejamos agora os Equipamentos de Proteção Individual – EPI - necessários para trabalhar com ácido sulfúrico.

Calça de PVC, Blusão de PVC, Bota de PVC, Capuz de PVC, Luva de PVC





Devemos também observar se os Equipamentos de Proteção Coletiva – EPC - estão sendo utilizados corretamente.

Como exemplo temos proteções contra vazamentos nas flanges.



Lembre-se a segurança vem sempre em primeiro lugar.

Conceitos de fogo - incêndio

O fogo é um fenômeno químico denominado combustão. É uma reação química que desprende calor e luz, alterando profundamente a substância que se queima.

Para formação do fogo são necessários três elementos, que reagem entre si.

Combustível, que alimenta o fogo e serve de campo para sua propagação.

Calor, que dá início ao fogo, mantendo-o e propagando-o pelo combustível. O calor provém de fontes que se encontram ao nosso redor como, por exemplo, a brasa de um cigarro ou a chama de um fogão de cozinha.

Comburente, é o ativador de fogo que dá vida às chamas. O comburente mais comum é o oxigênio, elemento presente no ar que respiramos.


Basta juntar o combustível, o comburente e uma fonte de calor, com a intensidade ideal, que teremos como resultado o fogo. Ou seja, teremos formado o Triângulo do fogo.



Vejamos os tipos de incêndio:

Classe A: Incêndio em materiais sólidos, como madeira, papel, tecido etc.

Características principais:

• Deixam resíduos quando queimados;
• Queimam em superfície e profundidade.

Classes B: Incêndio em líquidos inflamáveis, como gasolina, óleo, querosene, etc.

Características principais:
• Não deixam resíduos quando queimados;
• Queimam somente em superfície.

Classes C: Incêndio em equipamentos elétricos energizados como máquinas elétricas, quadros de força e etc.
Ao ser desligado o circuito elétrico, o incêndio passa a ser de classe A.

Classes D:
Incêndio em metais e minérios que se inflamam facilmente, como potássio, alumínio em pó enxofre, magnésio etc.
Necessitam de recursos especiais para o combate como extintores contendo MAP (monoamônio fosfato) ou podendo utilizar areia seca no caso de incêndio de alumínio ou magnésio em pó.

Obs.: O uso de água pode causar a projeção de pedaços em chamas.

quinta-feira, 3 de abril de 2008

Bloqueio de Equipamentos

Bloqueio de equipamentos é um item muito importante para aja Segurança no Trabalho.
O objetivo deste bloqueio é prevenir acidentes através do bloqueio do equipamento no momento de execução de atividade de manutenção em máquinas e equipamentos que apresentem riscos de acidentes ou inadvertidamente poderiam funcionar, movimentar-se, desprender energia ou liberar materiais perigosos durante o período em que deveriam permanecer inoperantes e desativados, seja para a realização de um determinado serviço ou atividade em que deveriam permanecer inoperantes e desativados.

O bloqueio é utilizado com travamento da máquina e comunicação que o equipamento está travado, todas as manutenções realizadas em máquinas e equipamentos devem ser bloqueados em seus possíveis pontos de acionamentos antes do inicio dos trabalhos.

Existem bloqueios de equipamentos físicos e administrativos:

O bloqueio administrativo consiste em etiquetas de identificação com o tipo de bloqueio, e comunicação formal a todos envolvidos no trabalho.
Podendo este bloqueio ser operacional, de manutenção mecânica ou manutenção elétrica.

O bloqueio físico pode ser feito por porta cadeados envolvendo a área envolvida e o setor de manutenção sendo que deve ser colocado o cadeado da área operacional e o cadeado da manutenção para garantir que nenhuma das partes acione o equipamento antes que o serviço seja terminado.

O ideal é criar um procedimento explicando como deve ser usado os bloqueios de equipamento.

Tema DDS – Doação de sangue

O número de pessoas que precisam de sangue vem aumentando dia a dia. Conseqüência disso é a falta de estoque de sangue nos Hemocentros.
Um Diálogo de Segurança com este tema é muito importante para que aja uma conscientização das pessoas sobre a importância de ser doador de sangue voluntário.
Vamos todos fazer o dia “D” na empresa, convoque todos os funcionários, divulgue na SIPAT. Afinal um dia nos poderemos também precisar de sangue.

Abrace esta idéia.

Tema DDS - Cuidado com a bomba que está no seu bolso

Pessaol vamos a mais um tema Diálogo Diário de Segurança.

Há cerca de alguns anos, em uma estrada de ferro nos EUA, ocorreram dois acidentes causados por isqueiro a gás (butano).
Um ocorreu quando um soldador estava soldando uma peça. Ele estava com seu isqueiro no bolso quando uma partícula incandescente, proveniente da solda atingiu o isqueiro derretendo o invólucro plástico do gás e liberando butano, que explodiu violentamente, causando a morte do empregado.
O outro acidente ocorreu de maneira semelhante e a explosão amputou o braço do operário que faleceu dias depois.
Deve-se ressaltar que o volume de gás existente nesses isqueiros tem a potência de força explosiva equivalente a três bananas de dinamite, dependendo da situação em que explodir.
Recomenda-se aos empregados que trabalham com solda ou perto do calor (fornalhas, forja, maçarico) que troquem seus isqueiros por fósforos de segurança.
Às donas de casa, recomendamos a substituição do isqueiro a gás por fósforos pela mesma razão.


Fonte: Programa 5 Minutos diários de segurança, saúde ocupacional e meio ambiente.
Edgard Duarte Filho

Seja um editor do Ambientalsan

O Ambientalsan convida a todos os interessados em participar do blog a ser um editor.
Para participar envie um e-mail para aalvessantos46@gmail.com solicitando ser editor.

Abraço a todos